Conheça as vantagens da estação mais quente do ano para a energia solar

As vantagens da estação mais quente do ano para a energia solar

O Brasil é um dos países que apresentam os maiores níveis de incidência solar durante todo ano, porém é no verão que o Sol brilha com mais intensidade.

É nessa época que se movimenta a economia, o turismo e, é claro, a produção de energia solar, que depende diretamente da captação dos raios de sol e sua posterior transformação em eletricidade.

De acordo com a segunda edição do Atlas Brasileiro de Energia Solar, apesar do grande potencial brasileiro e das vantagens em explorar esta rica fonte de energia, que além de limpa é sustentável, apenas 0,02% da eletricidade produzida no país é proveniente dos raios solares, e estes brilham ainda mais intensamente no chamado Cinturão Solar.

O Cinturão Solar comporta diversas regiões do país e abrange, como apontado pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), desde o Nordeste ao Pantanal.

Englobando, ainda, o norte de Minas Gerais, estado que se destaca devido ao melhor aproveitamento da radiação solar para produção energética, o sul da Bahia e o norte e o nordeste de São Paulo.

Energia solar no verão – Uma combinação perfeita

Não é difícil identificar as vantagens do verão para a energia solar, afinal, é nessa época que podem ser identificadas os maiores níveis de incidência da radiação solar.

Entretanto, neste quesito, o Brasil é um país realmente diferenciado, pois os raios de sol estão presentes em praticamente todo o ano de forma constante.

O verão, por exemplo, apresenta diferenciais ainda mais aproveitáveis aos que se interessam em adotar os painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica. Alguns deles são:

Nuvens

O céu de brigadeiro – como, popularmente, é chamado o céu ao estar azul e livre de nuvens – pode ser frequentemente observado nos dias de verão.

Esse é um fator que influencia positivamente a geração de eletricidade, pois não há nenhum impedimento para que a luz solar chegue à superfície terrestre e seja captada pelos painéis fotovoltaicos.

Ademais, vale lembrar que mesmo com a presença de nuvens, a geração de energia solar é possível, e os watts excedentes produzidos ficam armazenados para suprir necessidades futuras, como nos raros dias em que o sol não brilha em regiões do território brasileiro.

Sol por mais tempo

O verão é caracterizado por seus dias mais longos e noites mais curtas, ou seja, o sol se põe mais tarde durante os meses de veraneio.

Por isso, a incidência de raios solares é maior e pode ser aproveitada de forma eficiente para a produção de energia solar.

Vale lembrar que em países localizados perto da linha do equador, como é o caso do Brasil, a diferença de horário do pôr do sol nos meses de verão e de inverno não é tão acentuada quanto em países de clima temperado.

Porém também pode ser observada e utilizada de maneira mais rentável quando na produção da energia fotovoltaica.

Mais economia

É nos meses de verão que há o maior consumo de eletricidade devido ao uso de ventiladores e aparelhos de ar-condicionado ser constante.

Por isso, o uso da energia solar é muito bem-vindo neste período, pois não é preciso arcar com contas de luz caríssimas em decorrência do uso destes aparatos.

Adoção da energia solar

Os painéis fotovoltaicos podem ser instalados nos mais diversos locais, como em fazendas, indústrias, casas e comércios.

Para tanto, basta consultar a equipe especializada da Repensa Energia para um projeto sob medida em cada estabelecimento e sua execução pela sua equipe altamente capacitada.

Digite o que você procura